Dia do Frevo

16 09 2010

Na última terça feira, 14, foi comemorado o Dia do Frevo, que homenageia um dos maiores patrimônios culturais do Estado de Pernambuco.

O Frevo nasceu no final do séc. XIX e início do séc. XX como uma forma de disfarçar a capoeira (luta criada pelos africanos e proibida na época), o Frevo também era usado para proteger os músicos dos blocos de carnaval.

Já na década de 30 o Frevo foi dividido em três estilos: Frevo-de-Rua – Frevo puramente instrumental que hoje em dia é tocado nas ladeiras de Olinda no Carnaval; Frevo-Canção – Frevo marcado pelo ritmo do Frevo-de-Rua com a adição de uma letra cantada; Frevo-de-Bloco – é o frevo tocado pelas orquestras de pau e cordas que embalam os blocos carnavalescos mistos.

A dança é marcado por saltos e rodopios onde o bailarino se equilibra com o auxílio da sua tradicional sombrinha com as cores da nossa bandeira, a música embala o melhor do nosso carnaval.

Então vamos comemorar saltando, rodopiando e cantando os hinos maiores do frevo:

Gostou?? Quer mais?? Venha para Pernambuco e fique de Janeiro a Março!

Por: Pelino Henrique





Recife frevando na África do Sul

29 06 2010

O Recife está presente na Casa Brasil (iniciativa da MTur/Embratur que visa divulgar a próxima sede da Copa do Mundo), em Joanesburgo, com uma área exclusiva que terá a presença de representantes do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife, que ficarão a disposição dos visitantes. Os visitantes terão a disposição materiais informativos em inglês, livros culturais e videos para consulta. Além disso, também haverá palestras sobre as possibilidades de investimentos nas sedes.

O frevo rolou solto na noite do dia 26 de junho, noite essa dedicada ao Nordeste, na Casa Brasil. O que é maravilhoso, pois o Frevo com 101 anos ainda não tem a divulgação merecida, tanto nacionalmente como internacionalmente, a despeito de outros ritmos menos tradicionais.

Por: Pelino Henrique