Ilha de Itamaracá

2 10 2010

Olá pessoal já faz um tempo que não falamos de nenhuma cidade em específico e depois de ver uma reportagem no Portal Uol resolvi postar sobre a Ilha de Itamaracá que no passado era a luz dos olhos do turismo em Pernambuco mais que hoje não recebe a dedicação que merece.

A Ilha de Itamaracá fica localizada no litoral norte do estado próximo ao Município de Itapissuma que é a sua principal via de acesso.

Os principais atrativos da ilha são suas praias, o forte e o Parque Temático Mamíferos Aquáticos.

  • Praias – na ilha é possível conhecer a Praia da Pedra do Anel que é mais frequentada pelos nativos. Já as mais visitadas são a Praia do Pilar, a Praia do Sossego e a Praia do Forte, onde todas contam com passeios de lança, catamarã, jangada e banana boat que são oferecidos por agências turísticas.

    Praia do Forte e Forte Orange

  • O Forte Orange – esse forte foi construído pelos holandeses no século XVII, e que em 1938 tornou-se patrimônio históricos, a construção é toda em taipa de pilão e o local ainda preserva os canhões.
  • Parque Temático Mamíferos Marinhos – Conhecido também como Centro Peixe-boi o parque tem como missão a preservação dos peixes-bois que estão ameaçados de extinção. O local conta com 3 oceanários, além de uma sala de cinema em forma de peixe-boi.

    Projeto Peixe-Boi

Na ilha você pode se hospedar com todo o conforto nos Chalés Recanto dos Golfinhos .

Como chegar:

  • De carro.
  • De ônibus: É possível ir para a Ilha de Itamaracá através do transporte coletivo da Região Metropolitana do Recife através do Sistema Especial Integrado (SEI), pode sair de Recife nas linhas 967 Igarrassu/Sítio Histórico ou 946 Igarassu/BR – 101. E ao chegar no Terminal Integrado de Igarassu utilizar a linha 968 Ilha de Itamaracá/ Igarassu. O custo da passagem é R$ 2,80.

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Fortes 2ª Parte

24 07 2010

Continuando a falar de nossas fortificações militares que foram tombadas pelo IPHAN, vamos aos últimos 3 fortes.

  • Forte Orange (Itamaracá) – Foi construído em 1631 em taipa. Foi reconstruído em 1654 pelos portugueses para proteger a cidade de Igarassu. Dentro do forte há um museu com várias peças encontradas em escavações, de origem holandesas e portuguesas. Lá também funciona o ateliê de Zé Amaro conhecido como guardião do forte. Fica localizado na Ilha de Itamaracá, próxima ao município de Igarassu.
  • Forte Tamandaré (Tamandaré) – Erguido no final do século XVII, o forte atuava como defesa da entrada da barra, para fiscalizar o movimento do porto. Foi usado como prisão temporária durante a Guerra dos Cabanos, depois os prisioneiros eram levados para a capital ou para Fernando de Noronha. Desde 1978 o forte está sob a jurisdição da Marinha. Localizado na Praia de Tamandaré.
  • Forte Castelo Mar (Cabo de Santo Agostinho) – Antes conhecido como Forte de Nazaré. Foi construído em granito no ano de 1631 por se localizar num local estratégico para defesa do Porto do Recife, foi chamado pelos holandeses de Water Kastell (Castelo Mar). Localizado na extremidade do Cabo de Santo Agostinho.

É garantia de uma bela viagem pelo passado guerreiro do Estado de Pernambuco. Espero que gostem.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Fortes

22 07 2010

Mais uma série de post’s no Blog Turismo – PE – Brasil, Pernambuco Tem. Essa nova série vai mostrar ferramentas turísticas que o estado possui mas não são bem aproveitado ou bem conhecido por todos. No primeiro post da série vamos falar dos Fortes.

Os Fortes são muito marcantes para a história de Pernambuco, um estado conhecido por suas revoltas e batalhas, além de ter expulsado sem a ajuda da Coroa Portuguesa os holandeses de nosso território, por isso possuímos inúmeros fortes espalhado pelo litoral do estado.

  • Forte das Cinco Pontas (Recife) – O forte foi construído pelos holandeses em 1630, inicialmente era feito de taipa, por esse motivo os portugueses o chamavam de Forte das Cacimbas. Em 1677 foi totalmente destruído e reerguido por Fernandes Vieira com apenas 4 pontas. Também chamado de Forte de São Tiago, lá dentro pode ser visto um monumento em homenagem a Frei Caneca, um dos líderes da Confederação do Equador. O local funciona como Centro Turístico, o Museu da Cidade do Recife e o Teatro do Forte. Localizado no Largo das Cinco Pontas s/n – São José – Recife. Horário de visitas: Terça a sexta, das 9h as 18h; sábado e domingos das 13h as 17h. Contato por e-mail: museudacidadedorecife@bol.com.br e museudacidadedorecife@hotmail.com.

  • Forte do Brum (Recife) – Foi construido em 1629 e tinha como função proteger o Porto do Recife, mas em 1669 foi parcialmente destruído. Só foi restaurado 21 anos depois. O Forte do Brum foi importante na Revolução Pernambucana em 1817, pois serviu de abrigo para os refugiados. Hoje funciona como museu militar e abriga a Capela de São João Batista. Fica na Praça Comunidade Luso Brasileira, s/n Bairro do Recife. Funciona de terça a sexta das 9h as 16:30h; e aos sabados, domingos e feriados das 13:30h as 17h. E-mail: fortedobrum@yahoo.com.br.

  • Forte de São Francisco (Olinda) – Construido no final do século XVI, está localizado na avenida Beira-Mar de Olinda. É também conhecido como “Fortim do Queijo”, localizado no Largo do Fortim, bairro do Farol.

  • Forte Nossa Senhora dos Remédios (Fernando de Noronha) – Construído em 1737, sobre as ruínas de um antigo reduto holandês de 1629. O forte é a principal defesa da ilha, já foi utilizado como presídio e quartel. Em 1961 foi tombado pelo IPHAN. Do forte é possível avistar a Baía de Santo Antônio, Vila dos Remédios das belas praias que ficam próximas ao Morro do Pico.

Ainda temos mais fortes para mostrar, mas isso fica pra um próximo post, espero que tenha despertado em vocês a mesma vontade que eu tive, de visitar todos eles.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique