Fernando de Noronha

11 12 2010

Arquipélago de Fernando de Noronha

Se existe o paraíso na terra esse lugar é o Arquipélago de Fernando de Noronha, com suas belas paisagens, natureza intocada pelo homem e história esse é um dos locais mais belos do mundo.

Para provar que estou falando a verdade vamos a lista de belas experiências que podemos encontrar nesse paraíso:

Praias Paradisíacas

O lado da ilha que é virado para o Brasil é chamado de Mar-de-Dentro, que possui 10 praias e duas baías, sendo uma Área de Proteção Ambienta (APA) que é a Baía dos Golfinhos.

O lado virado para a África encontramos o Mar-de-Fora com 4 praias, uma enseada, dois mirantes e um conjunto de piscinas naturais.

Mas lembren-se o arquipélago é área de preservação então quando visitarem as suas praias faça de tudo para não deixar vestígios de sua passagem, a natureza agradece.

Mirantes

Em todo o arquipélago é possível encontrar vários mirantes sendo os mais belos:

Baía do Sancho, Baía dos Golfinhos, Ponta das Caracas, Boldró, Buraco da Raquel, Leão e Baía dos Porcos.

Passeios

Várias modalidades de passeios estão disponíveis no arquipélago, dentre eles encontramos, passeios de barco com pescaria em barcos cadastrados e devidamente autorizados, mergulho.

Trilhas tais como, Trilhas do Panamá – Baía do Sancho, Trilha do Farol, Ponta do Capim-açu, Potinha Pedra Alta e Baía dos Golfinhos (apenas com autorização do IBAMA e com condutores credenciados) e Trilhas da APA – Jardim Elizabeth, Costa Azul e Costa Esmeralda.

Patrimônio Histórico e Arqueológico

São 500 anos de história e no arquipélago encontramos fortes, igrejas, o antigo presídio e cidadelas históricas.

 

Em Fernando de Noronha encontramos uma ótima infra-estrutura preparada para receber bem o turista que conta com:

  • Hotéis e Pousadas;
  • Restaurantes;
  • Lojas de artesanatos.

O que vocês estão esperando?? Procurem a agência de viagem mais próxima e compre já um pacote de 1 semana nesse paraíso.

Para mais informações é só entrar no site da administração do arquipélago.

Por: Pelino Henrique





Recifolia: A história de inesquecíveis festas!

2 11 2010

Recifolia

O Recifolia foi um carnaval fora de época que ocorreu na Av. Boa Viagem, Recife de 1993 a 2003, durante esses 10 anos a festa arrastou multidões embaladas pelos ritmos nordestinos.

Infelizmente por interesse político (a festa foi criada por Cadoca e o Prefeito João Paulo do PT acabou a festa) e por reclamações da população local de que a festa causava poluição sonora nos 4 dias que ocorria poriam fim ao único carnaval fora de época de Recife.

Quando a festa começou em 1993 contou com a presença do Bloco Beijoca com a Banda Beijo, liderada por Netinho, e o Bloco Maluco Beleza, com Chilclete com Banana e Ricardo Chaves. Ainda contava com um palco montado na praia com Cheiro de Amor, Chiclete com Banana e Forró Maior.

Ao longo dos anos participaram Banda Eva, inicialmente liderada pela musa do Axé Ivete Sangalo, Araketu, Carlinhos Brown,  entre outros grandes sucessos da música baiana, mas também contava com a música pernambucana na presença de Alceu Valença entre outros artistas locais.

Os blocos começaram a surgir no primeiro ano e rapidamente tomaram características bastantes peculiares:

  • Nana Banana – era conhecido como o bloco dos casais.
  • Balança Rolha – o bloco das mulheres, o cordão de isolamento ficava lotado de mulher.
  • Maluco Beleza – o bloco dos homens.
  • Locomotiva – o bloco dos lisos.
  • A Barca – bloco gls, esse bloco era o preferido da comunidade GLS do estado.
  • Leque Muleque – como o próprio nome já diz só dava a pirralhada.

Além disso o bloco trazia para a capital turistas fora de época, pois o bloco ocorria na baixa temporada turística do estado, maior movimento no Shopping Recife entre outras coisas.

Atualmente está ocorrendo uma campanha no Twitter para a volta do bloco, a campanha está sendo liderada pelo perfil @Recifolia_. E o Blog Turismo – PE – Brasil também entrou de cabeça nessa campanha.

Fonte: Blog Meus Recifolias





Pernambuco Tem: Igrejas Parte 4

30 09 2010

De volta a série de post´s sobre as igrejas históricas do estado vamos a mais três dicas de igrejas em Olinda. Como são muitas igrejas a série vai ser longa e possivelmente o próximo post da categoria Pernambuco Tem será sobre outro tema.

  • Igreja de São Batista dos Militares – Foi a primeira igreja da ordem dos beneditinos em Olinda, construída em 1581 e que escapou do incêndio causado pelos holandeses em 1631. Sua arquitetura é simples e conserva a capela e o altar-mor. Fica localizada na Rua da Saudade, Olinda – PE

    Igreja de São Batista dos Militares

  • Igreja e Mosteiro de São Bento – É o segundo mosteiro beniditino em terras brasileiras, datando do século XVI. É conhecida como a igreja mais rica de Olinda e na fachada tem um grande brasão e uma torre com sino datada do século XVIII. Fica localizada na Rua de São Bento, s/n, Varadouro – Olinda. 

    Igreja Mosteiro de São Bento

  • Igreja do Carmo – É a mais antiga igreja da ordem das carmelitas no Brasil datando de 1589, sua última reforma foi em 1720 e atualmente está passando por uma restauração estrutural para evitar seu desmoronamento. Fica localizada sobre um monte na Praça do Carmo – Olinda

    Igreja do Carmo

Por enquanto ficaremos com mais essas 3 belas igrejas. Visite-as e aproveite para conhecer todo o sítio histórico da Primeira Cidade Patrimônio Histórico da Humanidade.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Dia do Frevo

16 09 2010

Na última terça feira, 14, foi comemorado o Dia do Frevo, que homenageia um dos maiores patrimônios culturais do Estado de Pernambuco.

O Frevo nasceu no final do séc. XIX e início do séc. XX como uma forma de disfarçar a capoeira (luta criada pelos africanos e proibida na época), o Frevo também era usado para proteger os músicos dos blocos de carnaval.

Já na década de 30 o Frevo foi dividido em três estilos: Frevo-de-Rua – Frevo puramente instrumental que hoje em dia é tocado nas ladeiras de Olinda no Carnaval; Frevo-Canção – Frevo marcado pelo ritmo do Frevo-de-Rua com a adição de uma letra cantada; Frevo-de-Bloco – é o frevo tocado pelas orquestras de pau e cordas que embalam os blocos carnavalescos mistos.

A dança é marcado por saltos e rodopios onde o bailarino se equilibra com o auxílio da sua tradicional sombrinha com as cores da nossa bandeira, a música embala o melhor do nosso carnaval.

Então vamos comemorar saltando, rodopiando e cantando os hinos maiores do frevo:

Gostou?? Quer mais?? Venha para Pernambuco e fique de Janeiro a Março!

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas Parte 3

29 08 2010

Continuando a série de posts sobre as igrejas históricas de Pernambuco, vamos agora as igrejas que se encontram em Olinda. O Sítio Histórico de Olinda é rico em museus, ateliês, igrejas e mosteiros  que para visitá-los basta disposição de subir as suas belas ladeiras.

  • Convento de São Francisco – Faz parte de um conjunto arquitetônico barroco que inclui as Igreja de Nossa Senhora das Neves e a Capela de São Roque, além do claustro e a sacristia. É o convento franciscano mais antigo do Brasil e foi construído em 1585, mas foi parcialmente destruído pelos holandeses em 1631. A maior riqueza do convento é o conjunto de azulejos portugueses nos seus corredores. Fica localizado na Ladeira de São Francisco, 280, Alto da Sé, Olinda.

    Convento de São Francisco

  • Igreja da Sé – Foi construída em 1535, se tornando a primeira paróquia do Nordeste, desde 1676 é a Catedral da Arquidiocese de Olinda e Recife. De lá é possível ter uma vista fantástica das cidades de Olinda e Recife. Fica localizada no Largo da Sé, Alto da Sé, Olinda.

    Igreja da Sé

  • Igreja de Nossa Senhora do Amparo – O templo foi construído em 1613 pela Irmandade de Nossa Senhora do Amparo dos Homens Pardos, mas em 1631 foi parcialmente destruída pelos holandeses. Em 1644 teve início a obra de reconstrução que só terminaria no final do século XVIII. Foi restaurada pela última vez em 1992. Fica localizada no Largo do Amparo – Olinda.

    Igreja do Amparo

Por enquanto vamos ficando nessas 3 igrejas, mas ainda temos muito mais, vamos lá pra Olinda, pois dia de domingo é o melhor dia de visitar o Alto da Sé e as ladeiras de Olinda.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas Parte 2

23 08 2010

Continuando a série que fala de nossas igrejas históricas, mostraremos mais 3 belos monumentos sacros.

  • Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem – a igreja foi fundada no ano de 1707, a partir do final do século XIX passou por uma reforma que restaurou todo o prédio. O altar de madeira possui imagens barrocas. Fica localizada na Praça Salgado Filho, Boa Viagem. As missas ocorrem de segunda a sábado as 17 horas e no Domingo 8h, 16h, 18h e 20h. Telefone para contato: 81 – 3091 – 3697.

    Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem

  • Igreja de Nossa Senhora do Terço – Foi construída em 1726, no local onde havia um nicho com a imagem de Nossa Senhora, onde as pessoas rezavam o terço. Em frente a igreja o Frei Caneca foi esquartejado e suas vestes foram enterradas lá. Na segunda-feira de carnaval os negros mortos são homenageados em frente a igreja pelos maracatus numa celebração conhecida como a Noite dos Tambores Silenciosos. Fica localizada no Pátio do Terço, s/n, Bairro de São José. Não possui horário fixo de visitação.
  • Igreja Madre de Deus – Erguida no século XVIII, possui em seu altar uma imagem do seu padroeiro, em 1971 foi atingida por um incêndio, porém em seu interior ainda é possível observar imagens sacras além da imagem do Senhor do Bom Jesus dos Passos. Fica localizada na Rua Madre de Deus, s/n, Bairro do Recife. Telefone: 81 – 3224 – 5587.

    Igreja da Madre de Deus

No próximo post entraremos nas igrejas de Olinda, é só aguardar.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas

11 08 2010

Já faz um tempinho mas a coluna sobre o melhor de Pernambuco está de volta. Esse será o primeiro de uma série sobre as igrejas pernambucanas, com uma grande religiosidade o estado possui várias igrejas espalhadas desde a capital até o interior.

Em cada post serão apresentadas 4 igrejas e no final teremos 9 posts na série, mas para não ficar cansativo mesclarei o Pernambuco Tem: Igrejas com outras atrações do estado.

Começando pela capital vamos as igrejas da Veneza Brasileira – Recife:

  • Basílica e Convento de Nossa Senhora do Carmo – Construída com base na arquitetura barroca a igreja foi erguida em 1687. No centro do seu belíssimo altar dourado encontra-se a imagem da padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo em tamanho real. Neste local o Frei Caneca ordenou-se sacerdote e acredita-se que seja o local do seu túmulo. Localizada no Largo de Nossa Senhora do Carmo, Av. Dantas Barreto. Aberta nos seguintes dias e horários: Segunda das 7h as 17h, terça a sexta das 7h as 18h, sábado das 7h as 12h e domingo das 9h as 11h e 19h as 21h. Fone: 81 – 3224 – 3341.

    Basílica e Convento de Nossa Senhora do Carmo

  • Capela Dourada – Sua construção iniciou-se em 1696 mas a obra só foi concluída em 1724 a igreja é considerada a representação máxima da arte sacra barroca no Recife. Lá também se encontra o Museu Franciscano de Arte Sacra, onde os visitantes poderão conhecer melhor a história cristã. Localizada na Rua do Imperador, s/n Bairro de Santo Antônio em frente a Praça da República. Aberta de segunda a sexta das 8h as 11h30 e das 14h as 17. Sabados das 8h as 11h30. Fone: 81 – 3227 – 5952.

    Capela Dourada

  • Concatedral de São Pedro dos Clérigo – Para quem chega a essa igreja a primeira imagem que ver é a reprodução do Santuário de Santa Maria Maior de Roma na fachada, dentro da igreja no teto está a representação das armas de São Pedro e dos doze Apóstolos de Cristo e dos Quatro evangelistas. A igreja foi construída em 1782 e está localizada no Pátio de São Pedro, s/n, São José. Aberta de segunda a sexta das 8h 11h30 e das 14h as 16h. Fone: 81 – 3224 – 2954.

    Concatedral de São Pedro dos Clérigos

  • Igreja de Nossa Senhora das Fronteiras – Nessa igreja viveu o eterno arcebispo emérito de Olinda e Recife, Dom Hélder Câmara, falecido em 1999. Conhecida como “Imperial Capela”, pois na sua fachada encontra-se um emblema real. Fica localizada na Rua das Fronteiras, Boa Vista. Aberta aos domingos das 11h as 12h. Fone: 81 – 3231-5341.

    Igreja de Nossa Senhora das Fronteiras

Lembrem-se nada de foto dos paineis pois o flash acabam estragando as imagens e cuidado quem for visitar está entrando numa igreja cuidado para não incomodar os outros visitantes.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique