Pernambuco Tem: Igrejas Parte 4

30 09 2010

De volta a série de post´s sobre as igrejas históricas do estado vamos a mais três dicas de igrejas em Olinda. Como são muitas igrejas a série vai ser longa e possivelmente o próximo post da categoria Pernambuco Tem será sobre outro tema.

  • Igreja de São Batista dos Militares – Foi a primeira igreja da ordem dos beneditinos em Olinda, construída em 1581 e que escapou do incêndio causado pelos holandeses em 1631. Sua arquitetura é simples e conserva a capela e o altar-mor. Fica localizada na Rua da Saudade, Olinda – PE

    Igreja de São Batista dos Militares

  • Igreja e Mosteiro de São Bento – É o segundo mosteiro beniditino em terras brasileiras, datando do século XVI. É conhecida como a igreja mais rica de Olinda e na fachada tem um grande brasão e uma torre com sino datada do século XVIII. Fica localizada na Rua de São Bento, s/n, Varadouro – Olinda. 

    Igreja Mosteiro de São Bento

  • Igreja do Carmo – É a mais antiga igreja da ordem das carmelitas no Brasil datando de 1589, sua última reforma foi em 1720 e atualmente está passando por uma restauração estrutural para evitar seu desmoronamento. Fica localizada sobre um monte na Praça do Carmo – Olinda

    Igreja do Carmo

Por enquanto ficaremos com mais essas 3 belas igrejas. Visite-as e aproveite para conhecer todo o sítio histórico da Primeira Cidade Patrimônio Histórico da Humanidade.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas Parte 3

29 08 2010

Continuando a série de posts sobre as igrejas históricas de Pernambuco, vamos agora as igrejas que se encontram em Olinda. O Sítio Histórico de Olinda é rico em museus, ateliês, igrejas e mosteiros  que para visitá-los basta disposição de subir as suas belas ladeiras.

  • Convento de São Francisco – Faz parte de um conjunto arquitetônico barroco que inclui as Igreja de Nossa Senhora das Neves e a Capela de São Roque, além do claustro e a sacristia. É o convento franciscano mais antigo do Brasil e foi construído em 1585, mas foi parcialmente destruído pelos holandeses em 1631. A maior riqueza do convento é o conjunto de azulejos portugueses nos seus corredores. Fica localizado na Ladeira de São Francisco, 280, Alto da Sé, Olinda.

    Convento de São Francisco

  • Igreja da Sé – Foi construída em 1535, se tornando a primeira paróquia do Nordeste, desde 1676 é a Catedral da Arquidiocese de Olinda e Recife. De lá é possível ter uma vista fantástica das cidades de Olinda e Recife. Fica localizada no Largo da Sé, Alto da Sé, Olinda.

    Igreja da Sé

  • Igreja de Nossa Senhora do Amparo – O templo foi construído em 1613 pela Irmandade de Nossa Senhora do Amparo dos Homens Pardos, mas em 1631 foi parcialmente destruída pelos holandeses. Em 1644 teve início a obra de reconstrução que só terminaria no final do século XVIII. Foi restaurada pela última vez em 1992. Fica localizada no Largo do Amparo – Olinda.

    Igreja do Amparo

Por enquanto vamos ficando nessas 3 igrejas, mas ainda temos muito mais, vamos lá pra Olinda, pois dia de domingo é o melhor dia de visitar o Alto da Sé e as ladeiras de Olinda.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas Parte 2

23 08 2010

Continuando a série que fala de nossas igrejas históricas, mostraremos mais 3 belos monumentos sacros.

  • Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem – a igreja foi fundada no ano de 1707, a partir do final do século XIX passou por uma reforma que restaurou todo o prédio. O altar de madeira possui imagens barrocas. Fica localizada na Praça Salgado Filho, Boa Viagem. As missas ocorrem de segunda a sábado as 17 horas e no Domingo 8h, 16h, 18h e 20h. Telefone para contato: 81 – 3091 – 3697.

    Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem

  • Igreja de Nossa Senhora do Terço – Foi construída em 1726, no local onde havia um nicho com a imagem de Nossa Senhora, onde as pessoas rezavam o terço. Em frente a igreja o Frei Caneca foi esquartejado e suas vestes foram enterradas lá. Na segunda-feira de carnaval os negros mortos são homenageados em frente a igreja pelos maracatus numa celebração conhecida como a Noite dos Tambores Silenciosos. Fica localizada no Pátio do Terço, s/n, Bairro de São José. Não possui horário fixo de visitação.
  • Igreja Madre de Deus – Erguida no século XVIII, possui em seu altar uma imagem do seu padroeiro, em 1971 foi atingida por um incêndio, porém em seu interior ainda é possível observar imagens sacras além da imagem do Senhor do Bom Jesus dos Passos. Fica localizada na Rua Madre de Deus, s/n, Bairro do Recife. Telefone: 81 – 3224 – 5587.

    Igreja da Madre de Deus

No próximo post entraremos nas igrejas de Olinda, é só aguardar.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Igrejas

11 08 2010

Já faz um tempinho mas a coluna sobre o melhor de Pernambuco está de volta. Esse será o primeiro de uma série sobre as igrejas pernambucanas, com uma grande religiosidade o estado possui várias igrejas espalhadas desde a capital até o interior.

Em cada post serão apresentadas 4 igrejas e no final teremos 9 posts na série, mas para não ficar cansativo mesclarei o Pernambuco Tem: Igrejas com outras atrações do estado.

Começando pela capital vamos as igrejas da Veneza Brasileira – Recife:

  • Basílica e Convento de Nossa Senhora do Carmo – Construída com base na arquitetura barroca a igreja foi erguida em 1687. No centro do seu belíssimo altar dourado encontra-se a imagem da padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo em tamanho real. Neste local o Frei Caneca ordenou-se sacerdote e acredita-se que seja o local do seu túmulo. Localizada no Largo de Nossa Senhora do Carmo, Av. Dantas Barreto. Aberta nos seguintes dias e horários: Segunda das 7h as 17h, terça a sexta das 7h as 18h, sábado das 7h as 12h e domingo das 9h as 11h e 19h as 21h. Fone: 81 – 3224 – 3341.

    Basílica e Convento de Nossa Senhora do Carmo

  • Capela Dourada – Sua construção iniciou-se em 1696 mas a obra só foi concluída em 1724 a igreja é considerada a representação máxima da arte sacra barroca no Recife. Lá também se encontra o Museu Franciscano de Arte Sacra, onde os visitantes poderão conhecer melhor a história cristã. Localizada na Rua do Imperador, s/n Bairro de Santo Antônio em frente a Praça da República. Aberta de segunda a sexta das 8h as 11h30 e das 14h as 17. Sabados das 8h as 11h30. Fone: 81 – 3227 – 5952.

    Capela Dourada

  • Concatedral de São Pedro dos Clérigo – Para quem chega a essa igreja a primeira imagem que ver é a reprodução do Santuário de Santa Maria Maior de Roma na fachada, dentro da igreja no teto está a representação das armas de São Pedro e dos doze Apóstolos de Cristo e dos Quatro evangelistas. A igreja foi construída em 1782 e está localizada no Pátio de São Pedro, s/n, São José. Aberta de segunda a sexta das 8h 11h30 e das 14h as 16h. Fone: 81 – 3224 – 2954.

    Concatedral de São Pedro dos Clérigos

  • Igreja de Nossa Senhora das Fronteiras – Nessa igreja viveu o eterno arcebispo emérito de Olinda e Recife, Dom Hélder Câmara, falecido em 1999. Conhecida como “Imperial Capela”, pois na sua fachada encontra-se um emblema real. Fica localizada na Rua das Fronteiras, Boa Vista. Aberta aos domingos das 11h as 12h. Fone: 81 – 3231-5341.

    Igreja de Nossa Senhora das Fronteiras

Lembrem-se nada de foto dos paineis pois o flash acabam estragando as imagens e cuidado quem for visitar está entrando numa igreja cuidado para não incomodar os outros visitantes.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Mercados Públicos Parte 2

2 08 2010

E agora vamos continuar a falar mais sobre os Mercados Públicos e vamos a todos eles dessa vez. Da outra vez foram poucos por causa da net.

  • Mercado da Madalena – Esse mercado foi construído em 1925 e inicialmente era chamado de Mercado Bacurau, pois funcionava a noite. Atualmente conta com venda de alimentos, utilitários, além de serviços como barbearia, costura e sapataria. Ao lado do mercado funciona a Feira de Passarinhos, autorizada pelo Ibama. Lá nos bares dentro do mercado é possível experimentar o melhor da comida regional nordestina. Funciona de segunda a sábado, das 05:30h as 17:30h e domingos das 5:30h as 13h. Fica localizado na Rua Real da Torre, 270, Madalena. Telefone de contato: 3445-1170.

    Mercado da Madalena

  • Mercado de São José – O mais tradicional de todos os mercados públicos de Recife, foi pioneiro em seu tipo de construção feita totalmente em estrutura de ferro. Foi construído em 1875 usando como inspiração o Mercado de Grenelle, na França. Possui 542 boxes, onde são comercializados artesanatos, peixes, ervas e muito mais. Fica localizado na Praça Dom Vital, s/n, São José. Telefone: 3424-2322. Funciona de segunda a sábado, das 5h as 15:30h e domingo das 6h as 12h.

    Mercado de São José

Esses foram os mercados públicos de Recife, mas Olinda também possui belos mercados. Então vamos a eles:

  • Mercado da Ribeira – Era um antigo mercado de escravos em Olinda, seus antigos calabouços onde ficavam os escravos foram transformados em lojas de artesanatos. De lá é possível observar o antigo Senado de Olinda, parte do Sítio Histórico da 1ª Cidade Patrimônio da Humanidade. Fica localizado na Rua Bernardo Vieira de Melo, s/n, Ribeira, Olinda. Telefone: 3439-9708.

    Mercado da Ribeira

  • Mercado Eufrásio Barbosa – Localizado na entrada da cidade, era a sede da antiga Casa da Alfândega Real, onde eram vendidos produtos vindos da Europa. Hoje é um local para a apreciação da cultura pernambucana, pois é o local de apresentação de inúmeros grupos culturais. Fica localizado na Avenida Sigismundo Gonçalves, s/n, Varadouro Olinda. Telefone: 3439-2911.

    Mercado Eufrásio Barbosa

Esses são os mais tradicionais Mercados Públicos de Pernambuco, aproveitem para conhecer o melhor da nossa regionalidade.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Mercados Públicos Parte 1

30 07 2010

Já imaginou você encontrar tudo o que você precisa em um único lugar? Desde alimentos, ervas, utensílios, ferramentas e muito mais? Pois é, esse lugar existe e se chama Mercado Público. Lá você encontrará tudo o que precisa e depois das compras ainda pode parar em um dos vários bares que lá se encontram e pode experimentar o melhor da culinária nordestina. No complexo cultural Recife – Olinda o turista que vier a Pernambuco encontrará vários Mercados Públicos.

Então vamos primeiro listar os Mercados Públicos de Recife:

  • Mercado da Boa Vista – Construido no início do séc. XX em meio a um conjunto arquitetônico composto por casarios e igrejas. Possui 63 boxes onde são comercializados gêneros alimentícios e abrigam salão de beleza, praça de alimentação e muito mais. Fica localizado na Rua do Santa Cruz s/n, Boa Vista. Telefones 3421-9192; 3421-9194; 3421-1171. Horário de Funcionamento: Segunda à Sábado, das 06h as 19h; e aos domingos e feriados das 06h as 16h.

    Mercado da Boa Vista

  • Mercado da Encruzilhada – Esse mercado foi inaugurado em 1950. Possui 195 boxes onde o visitante pode encontrar vários artigos, gêneros alimentícios, artesanado, além de itens para quem cria animais como aves, caninos, felinos e outros. Fica localizado na Rua Dr. José Maria, Encruzilhada. Telefone: 3426 – 9167 e 3426 – 3411. Funciona de segunda a sábado, das 06h as 18h; domingos e feriados das 06h as 12h.

    Mercado da Encruzilhada

  • Mercado de Casa Amarela – Foi inaugurado em 9 de novembro de 1930, o mercado conta com 100 boxes, onde poderão ser encontrados vários produtos regionais como queijo coalho, queijo manteiga, charque entre outros, além de carnes, horti-fruti e artesanato. Na área externa do mercado localizam-se vários bares e restaurantes. Fica localizado na Estrada do Arraial, 1930, Casa Amarela.

    Mercado de Casa Amarela

Por enquanto vamos ficar com esses tres Mercados, mas nos próximos posts mostraremos os outros mercados do Recife e os de Olinda.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Pontes

26 07 2010

Falar de Recife e não falar de um dos seus principais cartões postais não seria nada justo. As pontes, que permitem o recifense atravessar os rios que cortam a cidade e lhe dá o nome de “Veneza Brasileira”.

Pontes essas que começaram a ser construídas a partir do séc. XVII quando aqui chegou o Conde Maurício de Nassau. Então vamos deixar de enrolação e começar a falar das pontes.

  • Ponte Maurício de Nassau: Essa foi a primeira a ser construída na America Latina exatamente no ano de 1643. Recebeu o nome em homenagem ao administrador holandês em Pernambuco o Conde Maurício de Nassau. Localizada sobre o Rio Capibaribe ela liga a “Ilha de São José” a “Ilha do Recife”, atualmente, Bairro de São José e Bairro do Recife. Inicialmente ela era de madeira, mas sofreu reformas em 1683 e 1742, teve vários nomes mas em 1917 passou por sua última reforma e voltou a se chamar Ponte Maurício de Nassau.
  • Ponte Buarque de Macedo: Foi construída em 1880 por ordem do ministro pernambucano Buarque de Macedo, por isso seu nome. É considerada a ponte mais extensa do Recife Antigo e demorou uma década para ser construída. Ela fica próxima a Praça da República e liga o Bairro do Recife ao Palácio do Campo das Princesas.
  • Ponte da Boa Vista: Também conhecida como Ponte de Ferro, ela liga o bairro da Boa Vista e o Bairro de São José, muito utilizada pelos pedestres que circulam da Rua Imperatriz a Rua Nova em ambos sentidos. Foi inicialmente construída em 1644 por ordem do Conde Maurício de Nassau, mas em local diferente, em 1874 por ordem do Barão de Lucena foi construída com ferro importado da Inglaterra. Porém após as cheias de 1965 e 1966 a ponte foi danificada e restaurada ficando como a vemos hoje.
  • Ponte Duarte Coelho: Foi construída em 1935, antes no seu local havia uma ponte metálica. Ela faz a ligação entre a Ilha de Santo Antônio e o Bairro da Boa Vista. Ela é a ponte mais importante do carnaval pernambucano pois nela é erguido o Galo da Madrugada.
  • Ponte Giratória: Foi construída em 1923, permitia a passagem de embarcações a vela que ancoravam no Cais do Abacaxi. Graças ao desgaste da estrutura foi substituida pela atual Ponte 12 de Setembro. Muito importante para nós dois, pois foi atravessando do Cais de Santa Rita em direção a Rua da Moeda no Recife Antigo que eu e Suelen nos conhecemos, nesse momento nasceu no amor.
  • Ponte Santa Isabel: Faz a ligação entre a Rua Princesa Isabel e a Praça da República sendo inaugurada em 1863, foi a primeira ponte de ferro do Recife. Projetada pelo arquiteto Louis Léger Vauthier, o mesmo que projetou o Teatro Santa Isabel, passou por duas reformas em 1913 e 1967.
  • Ponte Velha – Foi construída durante a administração do Conde Maurício de Nassau em 1643. Era toda de madeira e ligava a antiga Casa de Detenção (atual Casa da Cultura) e o antigo Palácio Nassoviano. Foi reconstruída em 1921 e nomeada de Ponte 6 de Março em homenagem a Revolução Pernambucana em 1817. O povo do Recife a conhece como Ponte Velha, talvez por ligar o Bairro da Boa Vista e a Rua Velha.

Mas se você não é recifense concerteza não vai fazer a miníma idéia do local dessas pontes, então pensando nisso disponibilizamos um mapinha para que você não se perca.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Fortes 2ª Parte

24 07 2010

Continuando a falar de nossas fortificações militares que foram tombadas pelo IPHAN, vamos aos últimos 3 fortes.

  • Forte Orange (Itamaracá) – Foi construído em 1631 em taipa. Foi reconstruído em 1654 pelos portugueses para proteger a cidade de Igarassu. Dentro do forte há um museu com várias peças encontradas em escavações, de origem holandesas e portuguesas. Lá também funciona o ateliê de Zé Amaro conhecido como guardião do forte. Fica localizado na Ilha de Itamaracá, próxima ao município de Igarassu.
  • Forte Tamandaré (Tamandaré) – Erguido no final do século XVII, o forte atuava como defesa da entrada da barra, para fiscalizar o movimento do porto. Foi usado como prisão temporária durante a Guerra dos Cabanos, depois os prisioneiros eram levados para a capital ou para Fernando de Noronha. Desde 1978 o forte está sob a jurisdição da Marinha. Localizado na Praia de Tamandaré.
  • Forte Castelo Mar (Cabo de Santo Agostinho) – Antes conhecido como Forte de Nazaré. Foi construído em granito no ano de 1631 por se localizar num local estratégico para defesa do Porto do Recife, foi chamado pelos holandeses de Water Kastell (Castelo Mar). Localizado na extremidade do Cabo de Santo Agostinho.

É garantia de uma bela viagem pelo passado guerreiro do Estado de Pernambuco. Espero que gostem.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique





Pernambuco Tem: Fortes

22 07 2010

Mais uma série de post’s no Blog Turismo – PE – Brasil, Pernambuco Tem. Essa nova série vai mostrar ferramentas turísticas que o estado possui mas não são bem aproveitado ou bem conhecido por todos. No primeiro post da série vamos falar dos Fortes.

Os Fortes são muito marcantes para a história de Pernambuco, um estado conhecido por suas revoltas e batalhas, além de ter expulsado sem a ajuda da Coroa Portuguesa os holandeses de nosso território, por isso possuímos inúmeros fortes espalhado pelo litoral do estado.

  • Forte das Cinco Pontas (Recife) – O forte foi construído pelos holandeses em 1630, inicialmente era feito de taipa, por esse motivo os portugueses o chamavam de Forte das Cacimbas. Em 1677 foi totalmente destruído e reerguido por Fernandes Vieira com apenas 4 pontas. Também chamado de Forte de São Tiago, lá dentro pode ser visto um monumento em homenagem a Frei Caneca, um dos líderes da Confederação do Equador. O local funciona como Centro Turístico, o Museu da Cidade do Recife e o Teatro do Forte. Localizado no Largo das Cinco Pontas s/n – São José – Recife. Horário de visitas: Terça a sexta, das 9h as 18h; sábado e domingos das 13h as 17h. Contato por e-mail: museudacidadedorecife@bol.com.br e museudacidadedorecife@hotmail.com.

  • Forte do Brum (Recife) – Foi construido em 1629 e tinha como função proteger o Porto do Recife, mas em 1669 foi parcialmente destruído. Só foi restaurado 21 anos depois. O Forte do Brum foi importante na Revolução Pernambucana em 1817, pois serviu de abrigo para os refugiados. Hoje funciona como museu militar e abriga a Capela de São João Batista. Fica na Praça Comunidade Luso Brasileira, s/n Bairro do Recife. Funciona de terça a sexta das 9h as 16:30h; e aos sabados, domingos e feriados das 13:30h as 17h. E-mail: fortedobrum@yahoo.com.br.

  • Forte de São Francisco (Olinda) – Construido no final do século XVI, está localizado na avenida Beira-Mar de Olinda. É também conhecido como “Fortim do Queijo”, localizado no Largo do Fortim, bairro do Farol.

  • Forte Nossa Senhora dos Remédios (Fernando de Noronha) – Construído em 1737, sobre as ruínas de um antigo reduto holandês de 1629. O forte é a principal defesa da ilha, já foi utilizado como presídio e quartel. Em 1961 foi tombado pelo IPHAN. Do forte é possível avistar a Baía de Santo Antônio, Vila dos Remédios das belas praias que ficam próximas ao Morro do Pico.

Ainda temos mais fortes para mostrar, mas isso fica pra um próximo post, espero que tenha despertado em vocês a mesma vontade que eu tive, de visitar todos eles.

Fonte: Pernambuco.com

Por: Pelino Henrique








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.